Logomarca Grupo de Estudo do Joelho de Campinas

Osteotomia tibial foi o tema da Reunião do GEJC

O tema Osteotomia tibial foi tratado na Reunião de Revistas do Grupo do Joelho, realizada no dia 15 de agosto, com a aula do Dr. Marco Antonio Percope, professor associado e chefe do Departamento de Aparelho Locomotor da Universidade Federal de Minas Gerais, e do fisioterapeuta Freddy Beretta, da equipe do Instituto Wilson Mello.

Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho e da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Dr. Marco Percope falou sobre “Osteotomia Tibial de Valgização”, o que a literatura traz de relevante sobre o tema e também de sua experiência. Ele ressaltou alguns pontos importantes como os objetivos do procedimento, que são aliviar a dor, melhorar a função e corrigir o eixo com redução da transferência de carga.

Na aula “Reabilitação do Pós-operatório da Osteotomia Proximal da Tíbia”, o fisioterapeuta Freddy destacou os cuidados essenciais para a reabilitação, como descarga de peso precoce (15 a 20 quilos); iniciar hidroterapia precocemente; evitar fortalecimento do quadríceps em cadeia aberta até 6 a 8 semanas; dar ênfase nos músculos estabilizadores dos quadris; e avaliação funcional como critério médico de alta segura.

Na abertura da Reunião, o R4 da PUC-Campinas Roger Rudge Ramos apresentou o artigo “The effects of different hinge positions on posterior tibial slope in medial open‑wedge high tibial osteotomy".

A próxima Reunião de Revista do Grupo de Estudo do Joelho de Campinas será no dia 19 de setembro com a presença do convidado Dr. Bernardo Crespo, do Rio de Janeiro, que vai falar sobre lesões do Ligamento Cruzado Posterior. O evento tem o apoio da Imact Campinas.

Participe!

 


Veja Mais

15º Curso de Cirurgia do Joelho de Campinas é um sucesso

Leia Mais Veja outras edições

Assista ao Making off do Curso